MOEMA - Av. Miruna, 162 - (11) 2337-7908

( Próximo à estação Eucaliptos)

LAPA - R. Cerro Corá, 1073 - (11) 2389-5503 

(Próximo à estação Vila Madalena)

CHÁC. STO. ANTÔNIO - R. Verbo Divino, 147 - (11) 2594-9700

(Próximo à estação Alto da Boa Vista)

ESTACIONAMENTO PRÓPRIO NO LOCAL

Siga nossas redes sociais

  • Facebook Espaço da Audição
  • Branca Ícone Instagram
  • Branca Ícone LinkedIn

©  2019 por Espaço da Audição

Posts Em Destaque

Cinemas devem adotar acessibilidade auditiva e visual, determina justiça

December 6, 2018

 

 

Salas de cinema de todo o País deverão ter tecnologias de acessibilidade que permitam a pessoas com deficiência visual ou auditiva compreender o conteúdo dos filmes em cartaz. A decisão foi do juiz José Carlos Francisco, da 14ª Vara Federal de São Paulo. A liminar acolhe requerimento do Ministério Público Federal e passa a valer em março de 2019.

 

“A proteção de pessoas com deficiência é dever de instituições públicas e privadas de qualquer sociedade democrática, razão pela qual o pedido é juridicamente possível e amplamente sustentado pelo ordenamento constitucional e infraconstitucional”, escreveu Francisco. Complementações técnicas devem ser apresentadas em 30 anos pela União.

 

O julgamento tinha como réus o Governo Federal e a Agência Nacional do Cinema (Ancine), responsáveis pela fiscalização do setor, assim como empresas distribuidoras e exibidoras de filmes. Todos deverão definir um cronograma progressivo que inclua desde testes até a implementação definitiva de novas tecnologias.

 

Multa

O descumprimento da liminar acarretará uma multa diária de R$ 10 mil. O MPF revelou nesta quarta-feira que os testes devem começar já nos primeiros meses do ano que vem. Entre as possibilidades, estão a utilização de audiodescrição, janelas para intérpretes da Língua Brasileira de Sinais (Libras) e legendas descritivas.

 

A acessibilidade nos cinemas é tema de ação civil pública que a Procuradoria Regional dos Direitos do Cidadão (órgão do MPF em São Paulo) ajuizou em 2016, mesmo ano em que entrou em vigência o Estatuto da Pessoa com Deficiência (lei 13.146/2015). A lei estipula um prazo de 48 meses para adaptação de cinemas, período que vence em julho de 2019.

 

Fonte: www.jovempan.uol.com.br

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Pedro Neschling revela usar aparelho auditivo há 4 anos: "praticamente não escuto"

October 7, 2019

1/5
Please reload

Posts Recentes