Festas de Final de Ano: Podem Ser um Perigo Para a Audição

Está oficialmente inaugurada a estação de festas e confraternizações de final de ano, que veem recheadas de muito barulho, conversas em volume estridente, fogos de artificio, brinquedos barulhentos, música alta – tudo isso pode causar danos a sua audição. Claro que isso não quer dizer que você tenha que se tornar o antissocial da turma e deixar alguma comemoração de lado. Siga as nossas dicas com alguns cuidados.


O ruído intenso que vivenciamos nas confraternizações e encontros nessa época do ano podem gerar danos graves à audição, principalmente, quando esses encontros ocorrem em lugares fechados, fazendo com que o som fique concentrado e dificultando a sua propagação. O ruído acima de 85 decibéis causa danos às células do ouvido ao longo da vida, se uma pessoa ficar exposta a ruídos acima de 90 decibéis por 03 horas ou mais, essa pessoa terá a sua saúde auditiva afetada.

Esses danos nas células do ouvido podem não ser sentido instantaneamente, seus efeitos são cumulativos e certamente a pessoa sentirá algum sintoma ao longo da vida. Os principais sintomas de que a audição está prejudicada é a sensação de pressão ou ouvido tampado, dores de cabeça, zumbido ou dificuldades para escutar e entender o que as pessoas falam. Estudos mostram que 95% da população já ouviram zumbido pelo menos uma vez na vida e até 17% apresentam os sintomas.

Além dos adultos, as crianças também são prejudicadas com alguns presentes e festas em família com volumes intensos, trazendo riscos à audição, principalmente as crianças menores de três anos. É importante verificar, na hora da compra de brinquedos sonoros, se estes possuem o selo do Inmetro, indicando que o produto é seguro e está dentro dos padrões estabelecidos pela legislação. Fique atento aos brinquedos comprados em camelôs ou made in China, que podem trazer maiores riscos por não terem esse tipo de fiscalização. Instrumentos musicais infantis, por exemplo, como guitarra elétrica, bateria, tambor e trombeta podem emitir sons de até 120 decibéis.

No caso dos fogos de artifícios e rojões, que são inevitáveis nas comemorações de final de ano, mas são também os mais perigosos, por trazerem riscos irreversíveis à audição. O barulho intenso pode chegar até 140 decibéis. Lembrando que se o limite de exposição, que citamos no início do texto, é de 85 decibéis, dá para se ter uma ideia do quanto pode ser prejudicial. E como se proteger desse risco podendo curtir o espetáculo dos fogos na virada? O ideal é manter-se distante do local onde estouram os fogos ou utilizar um protetor de ouvido.

Estima-se que mais de 10 % da população mundial têm algum grau de perda auditiva, sendo que grande parte danificou sua audição por exposição excessiva a sons que poderiam ter sido evitados, como o de fogos e rojões.

espaco_da_audicao_logo_branco.PNG

11 94913 2214

MOEMA - Av. Miruna, 162 - (11) 2337-7908

( Próximo à estação Eucaliptos)

LAPA - R. Cerro Corá, 1073 - (11) 2389-5503 

(Próximo à estação Vila Madalena)

ESTACIONAMENTO PRÓPRIO NO LOCAL

SIGA NOSSAS REDES SOCIAIS

  • Facebook Espaço da Audição
  • Branca Ícone Instagram
  • Branca Ícone LinkedIn

©  2020 por Espaço da Audição