Produtos químicos que produzem transtornos auditivos


Há pouca informação sobre a perda auditiva causada por substâncias químicas e substâncias químicas combinadas com o ruído.

Pesquisas recentes sobre distúrbios auditivos induzidos por produtos químicos concentraram-se em solventes, metais pesados ​​e produtos químicos que produzem anoxia.

1) Solventes: estudos realizados com roedores mostraram uma diminuição permanente da sensibilidade auditiva a tons de alta frequência, após várias semanas de exposição intensa ao tolueno. Observou-se um efeito importante na cóclea, com danos nas células ciliadas externas.

Efeitos semelhantes foram encontrados após exposição a estireno, xilenos ou tricloroetileno. Foram relatados vários casos de lesão no sistema auditivo e anormalidades neurológicas graves associadas à inalação de solventes em humanos.

Em um estudo dinamarquês, houve um aumento estatisticamente significativo no risco de perda auditiva de 1,4 após exposição a solventes por 5 anos ou mais.

Um estudo, realizado no Brasil, sobre o tolueno combinado com o ruído e as misturas de solventes nos trabalhadores das indústrias de impressão e pintura mostrou um risco significativamente alto de perda auditiva para altas frequências na audiometria. Os riscos relativos da exposição ao ruído e às misturas de solventes foram de 4 e 5, respectivamente. No grupo com exposição mista ao tolueno e ao ruído, foi determinado um risco relativo de 11, o que sugere uma interação entre os dois tipos de exposição (Morata et al., 1993).

2) Metais e combinação de metais com produtos químicos: o efeito do chumbo na audição foi investigado em estudos realizados em crianças e jovens com menos de 20 anos nos Estados Unidos. Uma associação dose-resposta significativa foi encontrada entre a concentração sanguínea de chumbo e os limiares auditivos na faixa de frequência entre 500Hz e 4 kHz, após o controle da interferência potencial de outros fatores.

Outros estudos observaram a perda de audição devido à intoxicação aguda e crônica pelo metilmercúrio. O mercúrio inorgânico também pode afetar o sistema auditivo, provavelmente devido ao dano às estruturas cocleares. A exposição ao arsênio inorgânico tem sido associada a distúrbios auditivos em crianças. Foi observada uma alta frequência de perda auditiva grave (> 30 dB) em crianças com leite em pó contaminado com arsênio inorgânico.

3) Gases asfixiantes: em publicações sobre intoxicação aguda por monóxido de carbono ou sulfeto de hidrogênio em seres humanos, os distúrbios auditivos associados a distúrbios do sistema nervoso central foram frequentemente descritos.

FONTE: http://www.infoacufeno.com/2016/03/cuales-son-los-productos-quimicos-que.html]


40 visualizações
ESPAÇO_DA_AUDIÇÃO_APARELHOS_AUDITIVOS.pn

11 94913 2214